Tavares entrega gestão de futebol do CSA: “Não está sendo cumprido o que foi acertado comigo”

Dirigente também vai se licenciar, por 60 dias, da presidência do Conselho Deliberativo

Raimundo Tavares pediu afastamento da presidência do Conselho Deliberativo do CSA por 60 dias. Além do tempo fora, o dirigente azulino também não pretende mais fazer parte da gestão do futebol do clube.

Em contato com o GloboEsporte.com, Raimundo Tavares confirmou sua saída do departamento de futebol e revelou o motivo do afastamento.

– Eu tirei uma licença de 60 dias da presidência do conselho. Na gestão do futebol, eu não vou ficar porque não está sendo cumprido o que foi acertado comigo. Eu não vou pagar esse preço. Se eu não posso contratar, eu não vou ficar com esse grupo que foi montado. Não foi isso o acertado comigo. Eu deixei claro que desse grupo que aí está, eu sou responsável pelas contratações do Márcio Araújo, do Andrigo, do Michel Douglas. O resto não fui eu que trouxe.

Raimundo deixou claro que se afasta do conselho, mas volta para concluir o mandato. Quanto à gestão de futebol, ele pontuou os motivos para entregar o cargo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *