Com Marcelo Moreno na lista, goleiro Victor Souza elege os melhores atacantes que encarou

Atleta do CRB diz que não foi fácil enfrentar o camisa 9 do Cruzeiro na Copa do Brasil

O goleiro Victor Souza tem boa experiência no futebol. Aos 27 anos, já enfrentou atacantes de todos os estilos: rápidos, habilidosos, bons finalizadores…

O atleta do CRB topou nesta segunda participar de um desafio do GloboEsporte.com e listou os caras que deram mais trabalho até hoje em sua carreira.

Léo Gamalho, do próprio CRB, Marcelo Moreno (Cruzeiro), Jenison (Cuiabá) e Daniel Amorim (Avaí) compõem esse grupo.

– Vou falar uns top que eu já enfrentei. Por incrível que pareça, (na lista) já joguei junto ou jogo ainda, além de lembrar mais um que enfrentei uma vez e foi antes da parada na pandemia. Teremos mais três duelos nesse ano: o jogador é o Marcelo Moreno, do Cruzeiro.

Victor encheu também a bola de um companheiro do Galo. Curiosamente, o escolhido é o artilheiro do time na temporada, com sete gols.

– Léo Gamalho, que já joguei contra e jogo junto hoje, o famoso Ibrahimovic do Nordeste, bem decisivo. Se ele tem uma oportunidade, faz. Jogador de referência que tem poder de finalização praticamente com 100% de aproveitamento nos treinamentos e nos jogos, qualidade com a perna direita, esquerda e cabeceio.

Daniel Amorim, para o goleiro, tem características de um atacante de lado e também de um centroavante.

– Daniel Amorim, hoje jogador do Avai/SC, que joguei junto no Tombense. Joguei contra algumas vezes e sempre deu muito trabalho. Pra mim, um jogador completo por ser rápido, forte e alto. Se pega um zagueiro no mano a mano, ele arrasta: tem chute bom com as duas pernas e cabeceio fatal.

Victor destacou ainda o jogo aéreo de um atacante do Cuiabá.

– Jenison, que é do Cuiabá/MT hoje, joguei junto em 2018, mas em 2019 estava no Paraná. Jogador rápido, forte e alto, que impõe a força física no confronto 1 contra 1, bom finalizador… O cabeceio dele é igual a um chute.

O mais famoso da lista feita pelo goleiro do CRB voltou este ano ao Cruzeiro, é um homem de referência na área.

– Marcelo Moreno é o jogador que, quando recebe a bola, já posiciona esperando um chute difícil, pois ele sempre domina já procurando o chute, estilo de artilheiro que tem fome por gol. De três bolas que pegou perto da área, finalizou as três. Foram três chutes perigosos, um até quase sem ângulo. Bola quicando, muito difícil, ele chutou. Se eu não estivesse concentrado, levaria o gol.

Portal GloboEsporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *